Leia as postagens na ordem

Como as postagens estão em uma determinada ordem, peço que leia as postagens conforme a ordem
em que aparecem na barra lateral. Para facilitar as postagens estão numeradas.


Como não sou familiarizada com alguns termos técnicos no campo da pesquisa e como esse é um material extenso,
se alguém detectar um erro de tradução e/ou digitação, fique à vontade para corrigir.


1 - Primeira parte do artigo "Blood Libel, um artigo mostrando a fraude que o "Dr" Cameron é.
2- Primeira parte de uma artigo detalhando os seis erros metodológicos cometidos por ele; Erros #1 e #2.
3- Segunda parte do artigo sobre erros metodológicos; Erro #3.
4- Terceira parte do artigo sobre erros metodológicos; Erro #4.
5- Quarta parte dos erros metodológicos; Erro #5.
6- Quinta parte dos erros metodológicos; Erro #6
7 - Segunda parte do artigo "Blood Libel".

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Another Anti-Gay Christian Leader Caught With Male Prostitute




Ativista anti-gays dos EUA é flagrado com michê
http://mixbrasil.uol.com.br/noticias/ativista-anti-gays-dos-eua-e-flagrado-com-miche.html
Defensor de terapia para gays, Georger Rekers viajou com garoto de programa
Rekers: Ops, flagrado
George Alan Rekers é um ministro da Igreja Batista nos Estados Unidos e membro da Associação Nacional para Pesquisa e Terapia da Homossexualidade. Ele testemunhou na Justiça da Flórida e de Arkansas em processos contra a adoção de crianças por homossexuais. Só por aí já dá para imaginar que Rekers é um dos ativistas anti-gays que mais atua em território norte-americano, né?
Pois não é que o mesmo Rekers foi flagrado chegando em Miami depois de uma viagem internacional ao lado de um michê? Segundo o divulgado pelo jornal "Miami New Times" nesta terça, 04, o ministro viajou com Lucien, um garoto de programa que vende seus serviços por meio do site RentBoy. O mesmo jornal apurou que Rekers realmente acessou o site e assinou seus termos de uso.
Questionado sobre o bafo, o ativista anti-gays disse que Lucien era apenas um acompanhante de viagem contratado para carregar suas bagagens, já que ele tinha se submetido a uma cirurgia dias antes de embarcar. Mas, ainda de acordo com o "Miami New Times", quem estava empurrando um carrinho lotado de malas no aeroporto era Rekers, não Lucien.
O jornal chegou a entrevistar o garoto de programa, que tentou proteger seu cliente. Lucien só não escondeu a surpresa ao ficar sabendo que Rekers disse ter descoberto a profissão do rapaz apenas no meio da viagem, que durou 10 dias.

"George Allen Rekers, co-fundador da Family Research Institute...."
Por coincidência, o instituto do Paul Cameron.

Nenhum comentário:

Postar um comentário